11 de mai de 2011

Ativismo menstrual

Eu não sabia que existe o Dia da Menstruação. Nem que algumas mulheres, inclusive no Brasil, se reunem pra celebrar o próprio sangue. E que artistas adeptas dessa filosofia em 2009 transformaram o sangue da menstruação em batom, pintaram suas bocas e foram fotografadas para uma exposição na Bienal de Veneza.
Nunca imaginei que, em pleno século 21, alguma mulher quisesse usar toalhinha de pano como absorvente. Ou pior, usar Moon Cup - um copinho de silicone que coleta a menstruação. Também não sabia que inventaram o termo "ecofeministas" e que essas colegas espiritualizadas propõem rituais pra devolver o sangue à mãe natureza. Tá tudo contado nessa matéria que saiu hoje no caderno Equilíbrio da Folha SP. E o Google contou mais.
Em que mundo essa mulherada vive? Não é o meu, com certeza. Amo OB, Tampax e todos os modernismos higiênicos - principalmente o DIU Mirena, que impede a menstruação. Isso sim é pra celebrar.

3 comentários:

Iara disse...

Minha nossa, será que elas lavam os paninhos?
E uma coisa que me deixou pra lá de curiosa.
Aquele copinho não incomoda não? O dia inteiro lá dentro?
Sei lá, no mínimo estranho, no máximo meio nojento.
Mas faze o que? Se o pessoal quer fazer devoluções a terra até que passa, melhor que fazer batom.
Cada coisa que me aparece nesse mundo que vo te conta.
Não tinha conhecimento dessas novidades aí não.

Cinderela Descaída disse...

Yuk! Cada coisa maluca! Sabe, acho que estou realmente envelhecendo, pois não me enquadro nesses modismos.
Devolver o sangue para a natureza? Me poupe!
Bjs

Fernanda Reali disse...

Já fe a troca do teu Mirena? O meu será no ano que vem (5 anos). Muito bom
bjs