9 de fev de 2010

Mea culpa

Não tenho o que reclamar da minha lavaroupa. Quer dizer, tenho sim. Ela lava e seca, o que é uma mão na roda. Mas já que é toda tecnológica, bem que podia ser perfeita. Ela deveria desvirar as roupas, o que me pouparia uma irritação diária.
Meus filhos não colocam roupa suja no cesto, eles fazem arremesso livre. Do jeito que tirar e do jeito que jogar, elas ficam. Quase uma instalação para a próxima Bienal. A cueca enroscada dentro do calção, as meias ao avesso e parcialmente enroladas, a camiseta retorcida. Isso quando não fica tudo junto, engruvinhado (o fator suor colabora para a adesão dos tecidos). Será que um internato resolve à essa altura? Ou o exército! Pode antecipar o serviço militar? Lá eles vão aprender a desvirar a roupa suja, desde que não seja tarde demais.
Esses dias li que os filhos italianos são os que mais demoram a sair da casa dos pais. Tanto que Renato Brunetta, ministro da Administração Pública da Itália, quer baixar uma lei para forçar os bebezões a desocuparem a moita aos 18. Ele mesmo confessou que só aprendeu a arrumar a cama com 30 aninhos. Claro que as mães são as culpadas, é muita proteção e pouca arrumação. Eu me incluo nessa. O sangue italiano não nega.

Um comentário:

alice disse...

iiii tenho q me apressar, to por fazer 24 e ainda moro com meus pais!!1