14 de set de 2009

Ah, o espelho

É na frente do espelho que a verdade aparece. O filtro solar que você esqueceu de passar (durante anos), o novo fio de cabelo branco, a sobrancelha com falhas, o nariz torto, os dentes amarelados. Incrível como os defeitos chamam muito mais a nossa atenção do que as qualidades.
O confronto com o espelho é um exercício diário de aceitação. Aquela ali, goste ou não, é você. E são raras as mulheres que aprovam 100% (ou 80%, 70%, 60%, 50%) o que veem. É na frente do espelho que a gente se critica, se implica, se desdenha, se xinga, se derruba. E na grande maioria das vezes, nós reclamamos de barriga cheia (com ou sem pneuzinhos).
Hoje cedo, quando eu saí pra correr, passei por uma mulher com quase metade do rosto deformado por queimadura. Ela só tinha um olho, veja bem. E estava indo para o trabalho, corajosa, tocando a vida. Imagino quantos olhares de reprovação ela recebe ao longo do dia, tomara que eu não tenha feito o mesmo. O que essa mulher pensa quando se olha no espelho todo santo dia? Será que ela consegue escovar os dentes sem lembrar do acidente que aconteceu? Ou ela arrancou os espelhos da casa? Duvido.
Me senti pequenininha perto dela.

Nenhum comentário: