16 de set de 2009

Apetite, fome e outros fatores imponderáveis da vida

Por que a comida é relevante pra algumas pessoas e significa apenas subsistência para outras? Faço parte dos chamados bons de garfo. E de faca, colher de sopa, de sobremesa, chá e cafezinho (quem inventou essa nomenclatura também deve curtir umas colheradas a mais).
Falta de disciplina ou excesso de papilas gustativas? Meu palpite é que o cérebro atrapalha bastante. Ele é tão culpado quanto os genes. A gente vai almoçar rápido e os neurônios associam o molhinho do bife à infância, ativam lembranças, despertam sensações e.... nos levam a repetir o maldito molho - e pior, o arroz.
Você vai dizer que isso é discurso de gulosa, e está coberto de razão. Tão coberto quanto o pãozinho com geleia que ilustra esse post. É duro aceitar que tudo que é gostoso engorda. E olha que eu me dou superbem com as saladas.
Fora o comportamento irritante de quem "esquece de comer", tem a questão do caráter. Eu não confio em quem diz que não gosta de chocolate. Aliás, tomo isso como uma afronta. Não poder comer é uma coisa, cacau dá espinhas e ninguém quer ter cara de Chokito. Mas não gostar?! Como alguém não sente prazer em deixar derreter um pedacinho de Alpino na boca – bem diferente do que engolir a barra inteira.
Também antipatizo com quem não ama café da manhã, seja de hotel ou de casa mesmo. E fico com um pé atrás em relação à índole de pessoas que nunca pedem sobremesa em restaurante. Nunquinha? É economia de dinheiro ou de vida?
Você deve achar que sou comilona. Não sou, mas estou. Foi um inverno longo demais. Sendo assim, tomei (ops) uma decisão muito séria hoje cedo. E ainda estou digerindo (ui) o compromisso que assumi comigo mesma. No meu aniversário, dia 13 de outubro de 2009, eu vou ganhar de volta os jeans velhos que estão no guarda-roupa. Por favor, não faça olho gordo na minha força de vontade. Evite me convidar para encontros calóricos pois a carne (ai) é fraca. Entenda que é por uma causa justa – que logo vai ser folgadinha.

2 comentários:

Fernanda Reali disse...

Ó, só para te inspirar:

barriga, culote, quilos, peso, dieta, truques...

http://fernandareali.blogspot.com/search/label/est%C3%A9tica

Cammy disse...

Muito bom o texto! Lembrei de uma crônica do Veríssimo, onde ele fala sobre os enfastiados e os "come-e-não-engorda" hehehe