10 de set de 2009

Chove chuva

Chuva alaga as ruas, entope os bueiros, tumultua o trânsito, suja os vidros recém-limpos, avisa que eu ainda não mandei trocar a borrachinha do limpador de para-brisa. Mesmo assim, sou da turma que sabe apreciar um dia chuvoso.
Quando eu era pequena e reclamava, minha vó comemorava: “hoje as gramas e as árvores estão contentes!” Como eu iria discordar de um argumento tão doce? Minha vó se preocupava com o verde muito antes de inventarem a ecobag. E, através da previsão do tempo, me ensinava a não pensar só em mim.
Chuva também é boa pra quem não tem galhos ou raízes, acredite. Fique olhando os pingos caírem pra ver como acalma. E sempre sobra uma poça d´água pra alguém se divertir depois.

Uma boa chuvinha pra você!

Um comentário:

Fernanda Reali disse...

ODEIO CHUVA.
Nenhum argumento ecológico ou poético vai mudar meu horror à chuva e ao frio.

Só seria amiga da chuva se pudéssemos programá-la. Jamais aos sábados e domingos, nunca de manhã cedo, nem na hora do rush. Talvez, uma horiha por noite, entre 2h e 3h da madrugada... Eu disse TALVEZ.

Bjs