18 de nov de 2009

Pólvora



Descobri o que o Robert Pattison e o Paulo Sant´Ana têm em comum: pólvora.
Um é vampirinho, o outro é lobo velho. Um é Lua Nova, o outro é de lua. Um é atormentado pela amada, o outro é pelo Pablo. Um é politicamente correto e só bebe sangue de animais, o outro quer engolir as vísceras de muita gente. Um é meigo, lindo e low-profile, o outro é arrogante, feio e exibido. Um precisa do vermelho, o outro do azul.
A única coisa que os aproxima é a pólvora. Robert Pattison mexe com a libido, provoca arrepio, arranca suspiros e tem legiões de fãs que berram na frente da sua casa. Já o Sant´Ana mexe com o intelecto, atiça com polêmicas, inflama as discussões e tem legiões de fãs que gritam se abrem a porta de casa e o jornal ainda não chegou.
Robert Pattison é penumbra e fantasia. Sant´Ana é clareza e dia a dia. Talvez o homem perfeito seja uma mistura dos dois. Não, não. Seria explosivo demais.

2 comentários:

Fernanda Reali disse...

Não gosto nem de um, nem de outro, mas os palitinhos de fósforos estão lindos!

O dia foi maravilhoso aqui. Como foi aí com a chuva?

Bjs

mutantix disse...

Ninguem merece o Paulo Santanna por perto (nem de longe). Hehehe.