27 de nov de 2009

Uma ode aos restinhos

Eu valorizo os restinhos. De comida, de creme pro rosto, de pasta de dentes, de suco na jarra. Não gosto de desperdiçar nada. Pego uma faca e vou empurrando o que ainda resta e aproveito tudo, tudo. Se bobear, corto a embalagem ao meio e tiro o último naquinho com a ponta do dedo.
Dá pra fazer isso também com o fim de semana, com um encontro de amigos. Até com o final do ano. Eu queria ver 2009 pelas costas, mas agora quero aproveitar cada momento até a meia noite de 31 de dezembro. Os restinhos são valiosos, acredite.

Um comentário:

Gislaine Fernandes disse...

Isso é das pessoas que vive intensamente...aproveitar tudo ...todos os momentos...Viver cada dia como se fosse o último e olhe que eu estou feito vc querendo ver 009 pelas costas mas tbm querendo vivê-lo até o último segundo...até a virada...
bjs...