17 de set de 2010

Cabelo liso: paixão nacional?

Não é uma boa ideia pegar a Boa Forma pra ler. Isso porque a gente fica escaneando aqueles corpos perfeitos demais e se irrita. Ainda bem que abri logo na página que fala sobre uma paixão nacional (?): o cabelo liso. Mais uma vez, não me encaixei no padrão. Além de não ter barriga chapada nem músculos definidos, eu sou crespa. E AMO meu cabelo, mesmo não tendo o controle total da situação.
Essa paixão nacional (ou tirania do liso) acaba deixando todas as mulheres com a mesma cara. Escorridas, milimetricamente penteadas e escravas do secador. Cabelo liso é comportado. Os crespos, ondulados e cacheados são imprevisíveis e revoltadinhos. É você que precisa se curvar a eles. E ser compreensiva.
Não lembro a última vez que sequei os cabelos. Mesmo no inverno, arrisco uma pneumonia dupla ao sair de casa de manhã. Posso acordar atrasadíssima que preciso do chuveiro para coordenar a cabeleira. O processo autosecante é sempre uma incógnita. Mas nada que um creminho não resolva. Fazer escova no salão é outra raridade. Levanta da cadeira uma Magali estranha, tipo assim a irmã gêmea com outra personalidade. Parafraseando aquela frase anarquista, Se hay chapita, soy contra.

Imagem: ycn.com

12 comentários:

Fernanda Reali disse...

Discordo terrivelmente. A melhor invenção da década foi a escova progressiva. A cada 3 ou 4 meses, perde-se duas horas no salão e nunca mais vai dizer "meus cabelos me odeiam". Os cabelos ficam obedientes como se tivessem feito anos de terapia! Vai a praia, sol, piscina, vento e eles ali, quietinhos e obedientes. Eu amoooo. E não uso secador.

Alexandra disse...

Ok, sem chapinha. Mas sempre falo que se eu ganhasse na Megasena teria um personal hair Stylist de plantão! Muito difícil arrumar o cabelo.
Bjs e obrigada pelo "fina"
Alexandra
www.destemperadinhos.com

Laura disse...

Magali!

Leio teus textos todos os dias. São ótimos.
Gostei muito deste, em especial e concordo muito com o se hay chapita, soy contra.

beijos

Bia disse...

Oi Magali!

Também vou discordar de vc amiga...EU ODEIO MEU CABELO CRESPO!!! Nunca soube lidar com ele porque, além de tudo, o danado é armado e volumoso! Fora os traumas enormes que tenho de infância que vão desde a escovadelas com total força de mamã na minha cabeleira até a visão de moleques me chamando de bombril. hahahahahaha Se me falassem que beber "merda" alisava o cabelo, tô fazendo um suco logo logo! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ah! E tô com a Fer: Escova Progressiva foi a invençaõ do século!

Bjs
Bia Toporcov do http://biablabalzac.blogspot.com

Telma Maciel disse...

Peraí... sou a única até o momento a concordar com vc???
Negócio é o seguinte... quando o meu cabelo tá curtinho (como está agora), ele TEM que ser mais anelado. Liso não dá... e, na boa? Não gosto do meu cabelo liso pq acho q fico 'certinha' demais... Mas eu sou meio maluca! E o cabelo vermelho e anelado (bagunçado) super combina com a minha personalidade! ADORO!!!
PS: ODEIO a ditadura da beleza, dos cabelos lisos, da maquiagem perfeita, da marca e por aí vai... rs
Beijo!

Eliene Vila Nova disse...

Sabe eu sempre pensei que o não é questão de ter o cabelo lisou ou crespo,acho que o fato é não ser satisfeito com o que tem.
Quantas de cabelo liso invejam o ondulado da Gisele modelo?
Quantas de cabelos cacheados desejam o liso dos índios?
Vá entender né?
MAs fico feliz quando encontro alguém que gosta do que tem,rsrs
E você é linda meu bem,não precisa mudar não,viu?
beijos

carolinacocar@gmail.com disse...

Tive um namorado que adorava meu cabelo crespo. Dizia que isso era sinal de mulher que gostava de dar. Hahahaha, uma loucura! Pra ele o cabelo crespo desperta esse instinto selvagem, essa coisa "chuva, suor e cerveja", de mulher que não se importa tanto com a aparência quanto o seu bem-estar. Eu adorava o discurso. Tô contigo, companheira. Hay que assumirse, sin perder la ternura.

Toni & Renata disse...

A-do-rei! Resolvi assumir meus cachos desde o ano passado - que alívio!!!
Cansei de toda a parafernália para mantê-lo, falsamente, liso. Progressiva, realaxamento, escova, chapinha - chega! Fazer escova é um tormento pra mim, meu couro cabeludo dói, arde, me dava vontade de chorar - pronto - assumi meu crespo e meus cachos - sou bem mais feliz agora! É bem verdade que o travesseiro, no meu caso, é inimigo dos meus cachinhos, mas é só passar um "leave-in" que a doma fica mais fácil!
Parabéns pelo comentário!!!
E vamos lá, crespas, união!!!
Bjs, Magali!

Leticia disse...

Magali
Sou a mais nova integrante do time das crespas assumidas. Lutei contra isso a vida toda, já fiz todo tipo de química: progressiva, definitiva, relaxamento e tudo mais. Era dependente da escova e da chapinha. Até que fui fazer o meu dia da noiva com um cabelereiro fantástico que virou e falou: pára tudo! Assume os cachos. Quantas japas no mundo vc conhece de cabelo cacheado? Vai ficar exótico e bonito.
Fechei os olhos e falei, vai, faz logo... e quer saber? Amei. Perdia, meia hora todos os dias alisando a meleca do meu cabelo, que já estava todo estragado e ressecado. Vem com essa de que escova progressiva hidrata. Eu tive uma queda de cabelo animal por conta da química... estou tratando até hoje! (gastei grana... a beça!)
Ainda não estou totalmente certa da minha personalidade crespa, mas todo mundo elogiou... disseram que fiquei mais mulherão depois de casada! hahaha!
Concordo com vc, pneumonia dupla, mas posso sair de casa sem secar o cabelo. E ainda mais, bonita e com personalidade!
Beijos
lelê

Cássia Pires disse...

Eu sempre fui apaixonada pelo meu cabelo crespo. Já tinha encanações diversas, mas com meu cabelo nunca. E não é exagero, nem papo de quem quer mostrar autoestima. Amo mesmo. E sempre cuidei muito bem deles. Cansei de ouvir de mulheres alisadas "Mas o seu cabelo é lindo!". Por que será? Porque eu gostava dele, cuidava com amor. Sempre houve, claro, quem dissesse: "Por que você não alisa? Faz progressiva!". Cada qual cuide do seu cabelo. Nunca disse a uma alisada para fazer permanente... Adorei o seu texto. =)

Beijos.

Giuliana: disse...

Sabe, precisamos agir como você, te admirei muito nesse momento. Porque, além da facilidade de listar o que não gostamos em nós, principalmente no quesito beleza, é muito difícil gostarmos e aceitarmos o principal do pivô do descontentamento, os cabelos.
Tenho cabelo fino e mais liso, faz umas ondinhas quando repico ou quando amarro muito ele. E pergunta se estou 100% satisfeita?
Mas a partir de hoje tentarei..rs
Beijos.

Rê Moreira disse...

E eu que tenho liso, tento escrepar e não consigo. Sempre fica ruim! Assumi o liso, sem chapinha. E qdo durmo com ele preso e molhado ganho um cabelo meio bagunçado legalzinho.
:)

bjs