2 de nov de 2010

Cada coisa no seu lugar

A quantidade de flores que tinha na minha casa semana passada não era normal. Mesmo trocando a água, um dia elas secam, morrem, saem do vaso para o lixo. E tudo volta a ser como antes, os vasinhos e plantas de sempre, cada um no seu lugar.
Enquanto escrevo esse post, escuto a normalidade ao meu redor. E agradeço mentalmente. Os guris jogam Playstation e conversam na sala ao lado, algum carro passa na rua, o Ricardo descansa no quarto. As últimas 24h saíram dos trilhos. Em pleno feriadão, o Fabinho passou mal e teve outra crise (conforme já contei aqui e aqui) depois de mais de um ano superbem. Ficou um dia no hospital em observação e chegamos há pouco em casa. Se você tem filhos, vai entender o sufoco. Se ainda não tem, acredite quando dizem que NADA no mundo é mais importante do que o bem-estar deles.
Eu gosto da minha casa assim, cada um de nós quatro no seu lugar. Ó, acabei de sair do computador pra apartar uma briga. Definitivamente, está tudo bem.

5 comentários:

VaneZa disse...

Graças a Deus que está... tenho pensado em escrever sobre a felicidade que é a rotina... li isso em algum lugar recentemente e me fascinei. Eu amoooo a rotina e muitas vezes sou criticada por isso.

BeijoZzz

Cinderela Descaída disse...

Ufa, ainda bem! Que susto horrível! É por isso que eu acho que as mães merecem uma estátua em cada praça da cidade. Nem mais, nem menos.

Fernanda Reali disse...

Credo, que susto! Deus do céu, obrigada por estar tudo bem e normal agora.

Li e reli o livro todo de novo, para escolher um trechinho e postar. É muito difífil escolher, porque tudo parece imprescindível!

Parabéns de novooo!

bjs

Márcia Gonçalves disse...

Magali, dos teus textos sobre o Fábio, uma frase que nunca me saiu da cabeça foi esta aqui:

"Tem que ser muito forte pra perguntar pro médico se o filho corre risco de vida e ouvir 'antes da tomografia, não posso dizer nada'."

Que não passe de mais um susto, e que o anjo da guarda dele esteja sempre por perto e atento.

bjs

Lu disse...

Maga, Deus queira que este tenha sido o segundo e último susto. Espero que tu te recuperes bem.
Beijão

LuRodrigues