15 de jun de 2011

Cadê o glamour?

Os sinais fechados estão ficando perigosos, a gente vê o que não quer. Lá estava eu esperando o verdinho acender quando o homem no carro na minha diagonal (ou seja, visão de camarote) abriu a porta e a boca, posicionando seu pescoço para baixo. Momento de tensão, eu recém tinha almoçado, imaginei o pior.
Como se estivesse no banheiro da sua casa, o cidadão soltou uma golfada poderosa de um líquido azul no asfalto. Acredite se quiser, era enxaguatório bucal!! Educadíssimo, ele provavelmente não teria tempo de escovar os dentes e resolveu o problema do seu jeito.
O que eu fiz? Acelerei como se viesse uma ambulância enlouquecida atrás de mim.

Foto: It Isnt't Happiness

Um comentário:

Cinderela Descaída disse...

Eca! Que coisa surreal, menina! Isso que é só pensar em si mesmo. O cúmulo do individualismo.
bjs