7 de out de 2009

Perseveras e triunfarás

Hoje travei uma luta com um mísero fio de cabelo branco. A gente se arruma toda, capricha no make, monta o look, investe no acessório, daí resolve puxar o cabelo pra cima, só pra mudar. E o maldito fio branco aparece, logicamente BEM na frente.
O confronto foi no banheiro da firma. Sem o espelho grande, a luz natural e a cafeína no sangue, eu não teria conseguido. Impressionante como um fio branco é ágil. Ele faz que vai se entregar e foge dos dedos, se esconde atrás de um cacho, usa outro fio como refém, que nem assaltante de banco e cliente azarado. Eu arranquei três ou quatro na manobra. Tadinhos, não tinham nada a ver com o assunto. Espero que não façam falta.
Fio branco é sempre assim: curto e grosso. Parece que foi colado com Superbonder. Testa a nossa motricidade fina, a coordenação motora, a paciência, a vaidade. Os dedos armados em pinça sofrem até conseguir concluir o serviço.
Indescritível o prazer com que eu coloquei o desgraçado no lixo. Não é o primeiro, tenho uma pequena coleção devidamente colorizada. Mas descobrir um novo, de manhã cedo??!
Na verdade, achei dois. Um eu fiz que não vi.

3 comentários:

Anônimo disse...

Ahahahah! Ótimo texto!

Bjo,
Raul.

Fernanda Reali disse...

Casting a cada 15 dias e mesmo assim, perco as batalhas nas tèmporas.

Bjs

Lucia disse...

eu sou uma lutadora, tenho vários e não vou esconde-los apesar de todos os comentários diários de que tem que esconder, que vergonhaaaaaa! Sinal de maturidade, experiencia e felicidade! Tdo tem seu lado bom!