25 de mar de 2011

Obrigada, Kzuka!

Quem tem filho adolescente tem que estar preparada para o dia em que ele chegar em casa com uma novidade: loira ou morena, talvez uma novidade ruiva e descolada. Já escrevi sobre isso aqui no blog e, quase três anos depois, me sinto mais preparada (ou acostumada com a ideia).
Hoje, lendo o Kzuka do jornal Zero Hora, um caderno feito pra galera jovem, separei uma página que vai ser muito útil. Tenho certeza absoluta de que foi uma mãe quem escreveu aquilo!! Ou prestou consultoria, psicografou, só pode.
Dentro da matéria "Fala sogrão!", tem uma parte com adivinha o quê? Dicas de boa educação na casa do(a) namorado(a)!!! São coisas básicas tipo "se você não gosta de peixe, e o único prato que tem para jantar é peixe, esqueça o nojinho e não faça desfeita". Eu falo isso desde sempre, em função dos almoços nas casas dos amigos. Mas será que eles prestam realmente atenção??
A lista é grande e tem recomendações valiosas como essa aqui: "repare na rotina da casa do amado". Civilizadíssimo. É aquela coisa, em Roma faça como os romanos. Olha outra dica: "por favor, obrigado e com licença são expressões-chave na hora de conquistar o(a) sogro (a)." Obrigada digo eu, Kzuka, por fazer das minhas palavras as suas. "Se ofereça para ajudar a botar a mesa ou a lavar a louça". Bingo! Supercool! Nada que uma mãe não repita à exaustão. Até cortar as unhas eles mandam.
Acabei de entender porque gostei tanto da matéria. Não é só para o Rafa ler, quem eu quero que decore cada linha são as futuras frequentadoras da minha casa. Aposto que as mães de garotas vão concordar comigo. Boa educação, respeito e gentileza conquistam a família inteira.

4 comentários:

Cinderela Descaída disse...

Realmente muito útil. Só espero que demore bastante para eu ter namorados pela casa. Uns dez anos, pelo menos.
bjs,

Telma Maciel disse...

Com certeza ótima matéria!!! Não tem como escanear? Gostaria de ter pra passar as dicas pra minha filha, pra que seja uma boa norinha qndo começar a namorar, né? ai, ai... q demore bem!!! rs
Bjs

Fernanda Reali disse...

Imprimindo e pendurando a matéria na porta dos filhos em 5, 4, 3, 2, 1...

bernard disse...

Aqui em casa estamos nesse mesmo dilema.