15 de mar de 2011

Sensibilidade pura

Tem pessoas que se expõem porque escrevem ou escrevem porque se expõem. Essas, eu leio com gosto. E indico. A Milly Lacombe é jornalista e consegue botar emoção até num perfil de celebridade - já li vários que ela fez pras revistas da Abril.
Agora o que eu não perco de jeito nenhum são as suas colunas na TPM. A pauta é sempre a mesma: um olhar atento e apaixonado sobre alguém que é muito especial na sua vida. Ela conta dos sobrinhos, dos irmãos, das cachorras, do pai que já faleceu mas parece tão presente. E em todos (t-o-d-o-s) os textos, dá um jeito de falar também sobre "o objeto da sua obsessão".
A Milly é gay e muito bem casada. Na última coluna, ela se superou em sensibilidade. Acho que só mesmo uma mulher pra entender por que a gente demora tanto pra se arrumar. O jeito que ela descreve o ritual diário da sua musa é hilário. E, acima de tudo, tolerante, respeitoso, resignado, hipnotizado. Taí um casal que eu gostaria de conhecer pessoalmente.

Foto: Honeyee Web Magazine

Um comentário:

Glaucia disse...

http://glauciaareis.blogspot.com/ (: