21 de mar de 2011

Só no improviso



Lá em casa as risadas aumentaram consideravelmente. Isso porque meus filhos viciaram no humor do grupo Improvável. Tem o Rafinha Bastos e vários humoristas que se revezam em palco e fazem jogos que funcionam na base do improviso. Os vídeos estão no You Tube, é difícil escolher um que seja o mais engraçado de todos.
Também gosto de ver porque acho genial a arte do improviso. Tudo é criado na hora e o público ajuda no quesito "vamos dificultar pra ver como eles saem dessa".
Quando o Rafa me apresentou aos improváveis, lembrei de um curso que fiz numa agência. A gente ia lá para a frente e o tema era escolhido na hora, como por exemplo "pregos". Precisávamos fazer uma apresentação sobre esse assunto e convencer os colegas. Claro que a gente se divertiu, mas nunca esqueci desse treinamento esquisito. No trabalho ou na vida, a improvisação acontece direto. É o tal do jogo de cintura, e sem claque de risadas ao fundo.

2 comentários:

Telma Maciel disse...

Eu concordo! Os Improváveis são ótimos!!! Um delicioso programa de risada, de improviso, de divertimento! Bom que tá fácil ali no youtube, né?

Gis disse...

ahahaha não conhecia, é imitação de um programa americano que dava em tv fechada aí no Brasil, agora não lembro o nome. Adorei o boneco de posto excitado. ahahaha