12 de fev de 2009

Crônica com briefing e aprovação

Um freezinho que eu fiz em janeiro/09 para o site do Bourbon Shopping. Escrever é bom de qualquer jeito, com ou sem assunto determinado.




Calor Humano



Uns preferem o inverno. Outros, a meia-estação. Mas tem gente que não troca o verão por nada. Eu já fui apaixonada pelo frio, hoje é o calor que me atrai. Ou o que ele representa. E depois que inventaram o ar condicionado, o ventilador e as promoções, ninguém precisa sofrer se a temperatura subir muito. É quando o sol assume o controle da situação que a conversa fica boa, as calçadas ganham mesinhas e cadeiras, o chope fica mais gelado e as risadas se soltam.
O verão já vem com blush. Quer que a pele apareça e perca o branco escritório. Pede para abrir mais um botão do decote e nenhuma mulher tem como recusar. Se existe uma desculpa perfeita para curtir a vida, ela se chama "verão". Quem consegue fazer hora extra com o sol chamando lá fora? Bendito Horário de Verão, com seus dias mais longos e convidativos.
Verão é sinônimo de estrada cheia, eu sei. E de fila no vestiário do clube depois da piscina. Mas em que outra época do ano é tão perfeito dar mergulhos, andar de pés descalços, deitar na rede depois do almoço, jogar frescobol até doer o braço?
Ainda vou propor ao Ministério da Saúde que promova campanhas de incentivo aos banhos de mar e suas propriedades terapêuticas. Não tem semana estressante que resista a uma caminhada num fim de tarde na beira da praia, a onda batendo de leve no calcanhar, o céu mudando de tom, a luz pintando o mar e distraindo a alma. Se não der para ir à praia ou à piscina, um banho bem demorado de chuveiro também faz milagres. Refrescante como sorvete. Para mulheres que adoram um creminho, o verão é um prato cheio. Qual será o must-have da estação? Os hidratantes com tecnologia de ponta, as máscaras para cabelos rebeldes, que insistem em mergulhar e aproveitar a vida? Um novo protetor solar que dispara um alarme se você esqueceu de passar? Eu fico com todos e não descuido do rosto, que merece um exagero de proteção.
Tenho amigas que anunciam a chegada do verão após a compra do primeiro biquíni da temporada. Cortininha, de lacinho, de listrinha, tomara-que-caia, tanto faz – desde que ninguém perca a praia porque não está com o corpo igual ao das modelos das revistas.
O verão pede coragem e implora que as nossas neuroses não sejam maiores que os nossos planos. A piscina do condomínio, a casa de praia dos pais, o hotel com os amigos, um passeio de barco inesperado e inesquecível. Muita salada de frutas numa hora dessas. E um sorriso dourado, que faça o sol morrer de inveja.

2 comentários:

LuRodrigues disse...

PERFEITO como o verão.
Beijos

fernandareali disse...

Concordo com tudo. Verão dá mais vontade de viver, se mexer, sair e gastar energia. Ótimo ler teu texto!