25 de mai de 2010

O que você vai ser quando crescer?

Óbvio que eu queria ser a Mulher Gato! Apesar de ela ser do mal, era uma boa referência de mulher poderosa. Bem melhor do que me inspirar na Regina Duarte, na época a namoradinha do Brasil. Também tive a fase de achar que eu ganharia a vida sendo aeromoça, depois professora, arquiteta, dentista. Por eliminatória, feeling e só 4 candidatos por vaga, fiz vestibular para publicidade. Tem dado certo, com a vantagem de eu não precisar vestir esse macacão megasexycolado para trabalhar.
Depois que os filhos crescem, é inevitável a gente fazer a mesma pergunta para eles. Só por diversão e curiosidade, numa remota tentativa de enxergar o futuro. Meninos sempre vão querer ser jogadores de futebol, ainda mais em ano de Copa. Além de boleiro, o Fabio diz que vai ser jogador de basquete e... lixeiro!! Esses dias ele confessou que também quer ser o mesmo que o pai (não fica triste, mãe). O Rafa vai para o mesmo caminho. O certo é que terei 3 nerds de confiança por perto e JAMAIS vou ler um manual de instruções. Meu sobrinho Lolo talvez herde os anúncios que nunca saíram.
Tudo bem não ser publicitário como a mãe. Eu mesma ainda não sei direito o que vou ser quando crescer. Mas já aviso de antemão: Rafa e Fabio, vocês apanham MUITO se inventarem de ser emo!!!

Foto: Google

2 comentários:

Fernanda Reali disse...

Queria muito que o Guga fosse cirurgião plástico para me recauchutar na velhice, mas vai que ele resolve ser médico da ONU ou Sem Fronteiras ajudando vítimas de desgraças mundo afora??? Estou perdida.

hehe

bjs

Gislaine Fernandes disse...

Oi Magali
Seu post transmite com perfeição nossas angústias de mãe. O meu filho não quer ser jogador de futebol, mas já quis ser engenheiro elétrico, astronauta, arqueólogo, professor( a minha profissão...não quero não quero...)e a do pai que aqui pra nós não é lá essas coisas, mas também não quero que ele seja Emoooooo...qualquer coisa menos ser igual ao pai e ser emo.Queremos sempre o melhor!
beijos