28 de jan de 2010

Adeus, good bye

Preciso emagrecer urgente. 5 kg em cada calota. Pela primeira vez na vida, não é por estética. É por garagem mesmo. Eu estaciono o carro em uma vaga anoréxica. Só cabe uma folha de alface entre uma porta e outra. Preciso me dar por satisfeita de ter encontrado uma garagem modesta em uma região vip. É a única que posso pagar sem ter um acesso de fúria, então é lá que fico. Desde que eu emagreça muito e não precise me esmagar desse jeito.
Minha vaga é pele e osso, eu sou bunda e coxa. Prendo a respiração, chupo metade de mim para dentro, prendo o cabelo na tentativa de diminuir qualquer volume. Então, inicio uma coreografia extremamente cuidadosa pra poupar a lataria do carro. Talvez daqui a seis meses, eu esteja apta a entrar pro Grupo Corpo. Quando estou vestida de preto, pareço uma ninja. Na chegada, eles empilham – quer dizer – estacionam. Na saída, sou eu que manobro. Como vou pra casa almoçar, duas vezes ao dia me sinto uma ninja gorda. É, minha amiga, carros grudados marcam mais que vestido colado.
Pensei em começar 1º de fevereiro, segunda-feira, data mundial dos regimes fadados ao fracasso. Mas como posso pagar a garagem até o dia 5, vai ser na sexta. Um perigo, é a porta de passagem para finais de semana calóricos. Acho que vou colar na geladeira uma foto da vaga anoréxica. E estabelecer a meta: emagrecer um pé de alface crespa em cada lateral.

3 comentários:

Cris Francioni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cris Francioni disse...

Maga, a garagem da minha casa também é slim, muuuuuuuito slim. Posso ter um ônibus salsicha, mas um smart gorducho nunca! Pra eu e o caroneiro conseguirmos descer eu tenho que mirar milimetricamente entre duas colunas e dividir justamente e espaço entre as duas e o carro. O problema é quando eu bebo... várias vezes apertei do meu lado e tive que sair quase de quatro pela outra porta.

Marcia disse...

Ou troca o carro por uma moto! Garanto que tu iria fazer sucesso nas ruas da cidade! bjs