12 de jan de 2010

Motivação recorde

O Fabinho comprou o livro dos recordes com o dinheiro que sobrou do Natal. Eu, que incentivo até leitura de bula de Cebion, deixei. E como tem recordes estapafúrdios nesse mundo!
A chinesa que rodou mais bambolês de uma só vez (105!), a pessoa mais velha a escalar o Everest, o louco que grudou mais sanguessugas na cara, o primeiro cadeirante a dar salto mortal para trás, a maior reunião de tartarugas, o maior torneio de pedra-papel-tesoura, o maior lançamento de estrume, a lesma mais rápida, o menor tempo para carregar esposas (??), o maior mosaico de cortiça, o maior coral de hinos natalinos, a tenista de mesa mais velha, o último eunuco do mundo, os primeiros gêmeos escolhidos na rodada inicial de peneiras da NBA, a tosquia mais rápida de um cordeiro merino. Uau!
Puxa vida, com sorte 1% disso tudo vai ter alguma utilidade. Mas não deixa de ser uma leitura interessante para um garoto de 9 anos. Fiquei pensando na motivação que leva essa gente a quebrar recordes tão bizarros. O ser humano é mesmo um bicho esquisito.

Nenhum comentário: