11 de ago de 2010

Branco dupla ação

A mesma natureza que torna alguns animais espécie rara também nos sacaneia. Nos últimos dias, arranquei vários fios de cabelo branco. Como num jogo de varetas, separei meticulosamente os arredores, peguei a pinça, mirei e... pá!! Adiós, infeliz. Dizem que o fio nasce mais grosso, mas dá um alívio momentâneo, uma sensação de vitória capilar. Agora vou ter que intensificar a cartela de cores. Tonalizante já não é suficiente. Se eu fosse uma ursa polar ou qualquer outro bicho branquela, garanto que teria muito turista me fotografando. Não é o caso. Os espelhos fazem questão de apontar cada intruso que invade meu couro cabeludo. Amônia, aqui vou eu.

Nenhum comentário: