22 de ago de 2010

Minha estreia em campo

O impossível aconteceu. Eu disse para o Fabio que agora só falta comprar um cachorro (pra que iludir a criança!). Fui com eles ver o primeiro jogo da minha vida no Beira Rio.
Tive que confiscar uma Adidas vermelha e branca do armário do Rafa, para não ficar fora da cartela de cores. Tirando o jogo meia-boca e o calorão, foi uma experiência divertida. Ao vivo é outra coisa, a TV não dá toda a dimensão. E a gente ainda tem que aguentar os narradores mala. Os palavrões estavam light e o público, bem família. Deu pra imaginar a emoção que toma conta da torcida em um jogo de verdade, com muitos gols. Não era o caso, o Inter jogou com o time reserva e deu empate.
Fiquei bem dividida entre o campo e o Twitter e levei cartão amarelo do Ricardo. O que vou fazer se estou viciadinha? E quando eu levantava os olhos do celular, tinha um abobado caído no chão. De novo?? Consegui presenciar um impedimento mas, obviamente, não entendi nada. Nem era a intenção, eu só queria sentir o clima. Tudo chamava a minha atenção, o escanner estava ligadíssimo.
Para ser sincera, o primeiro tempo teria sido suficiente. Depois ficou cansativo. A melhor parte? Chegar em casa e tomar o banho geladinho que eu tanto queria.

Um comentário:

Fernanda Reali disse...

Adorei o relato e a foto ficou ótima!

Nunca fui a um jogo, só a estádios vazios.

Depois que o Raí pendurou as chuteiras, eu pendurei também!

bjs