28 de mar de 2010

De caso com a casa

Eu adoro comprar roupa, sapato, maquiagem. O problema é que também adoro vestir a minha casa. Como não dá para fazer as duas coisas o tempo todo, eu oscilo para lá e para cá.
Esse fim de semana visitei um apartamento lindo e voltou de novo aquela vontade de comprar almofada, prato, vaso, enfeitinho, mandar fazer as cortinas, folhear revistas de decoração, trocar metade dos móveis. Já fiquei cheia de ideias, fiz listinha, lembrei de lojas, até comprar planta eu comprei (dá um refresh instantâneo).
Será que só eu sou assim? No exato momento, parece que tenho roupa suficiente pra meses, que não preciso de botas novas pra esse inverno, que o meu guarda-roupa pode dar conta do recado sozinho, que o perfume vai durar pra sempre.
Amanhã o raciocínio pode ser outro. Se eu postar uma declaração de amor para calcinhas ou pulseiras, não me chame de instável, bipolar ou coisa do gênero. Sou mulher - com bom gosto demais e dinheiro de menos.

Imagem: Flickr

Um comentário:

Cris Francioni disse...

Eu tenho e-x-a-t-a-m-e-n-t-e a mesma instabilidade. São micro fases que se intercalam. Uma hora só quero eu, no dia seguinte só quero ela, a casa. E quando eu ou ela fervilham na minha cabeça a outra não tem a menor importância e parece que nada falta. Mulher é mesmo tudo igual, já dizia uma publicitária famosa!
bjsss