2 de jun de 2010

Totalmente dispensável

Ontem o Ricardo aprendeu a fazer polvo, lula e outras coisas nojentas que habitam o fundo do mar. Um camarãozinho já era o suficiente, ssor! (pra quem não tem filho em idade escolar, ssor = professor.)
Cheguei a uma conclusão: o ensino é igual, mesmo que tenha um quadro negro ou um fogão lá na frente. Pra que ensinar a cozinhar tentáculos? Na nossa casa ainda rola uma simpatia grande pelo Lula Molusco - e ninguém quer almoçar o amigo do Bob Esponja.
Essa aula foi como aprender sobre a Revolução Francesa. Ok, está no currículo, mas não vai ter utilidade nenhuma. Eu teria saído no meio. O Ricardo resumiu o conteúdo em uma frase: Magali, quase vomitei.
Ilustração: Weyoume

Nenhum comentário: