10 de mar de 2009

Jeans e Marisa

Que bom que a Marisa voltou a falar de mulher para mulher. Não sou cliente da loja mas, como publicitária, sempre admirei o slogan. Quando ouvi a Carolina Dieckman e a Taís Araújo falando que o jeans é a melhor balança que existe, concordei na hora. Fui pro Youtube ver de novo o comercial. Eu falo isso toda hora, é a mais pura verdade.
Sinceramente, duvido que elas tenham algum problema ao vestir seus jeans. A grande maioria das mulheres tem. O jeans é a balança, o termômetro, o cadeado na geladeira, o céu e o inferno. E digo mais que a Marisa: jeans tem que ter pegada. Mulher fica irritada quando o jeans aperta demais e frustrada quando ele está muito folgado. Fundilho caído é coisa de guri. A gente quer que o jeans fique na medida: nem pirigueti, nem disforme. Com pegada, ele dá um up na autoestima.
Na última viagem, eu pensei que tivesse comprado o jeans da minha vida. Falo de modelagem, não de marca. No provador, ele parecia perfeito. Até no comprimento, coisa rara para mim. Voltei na loja para comprar um igual, com outra lavagem, e não encontrei. Quando cheguei no Brasil, fui inaugurar o jeans. Alguma coisa ficou na alfândega. Ele estava folgadinho além da conta. Perdeu a pegada. Eu perdi o interesse.

Nenhum comentário: