5 de mar de 2009

Mamma mia

O ecologicamente correto chegou na cozinha italiana. Li que estão questionando a quantidade exagerada de água usada para cozinhar a massa. Deve ter muita nonna revirando no túmulo. Para que tanta água? O fetuccine que se vire com menos. A crise já afinou o fio de azeite. O extravirgem perdeu espaço para o ofertão de óleo de soja. O coitado do sal é sempre excluído porque faz mal. Agora sobrou para a água fervendo. Os eco chatos alegam que virar toda aquela água na pia é um grande desperdício. Mas a massa grudar e ir pro lixo também não é?

Nenhum comentário: