4 de jul de 2010

Clarice Lispector, te amo

"Era sábado e estávamos convidados para o almoço de obrigação. Mas cada um de nós gostava demais de sábado para gastá-lo com quem não queríamos." (do conto A Repartição dos Pães)

Ô mulher genial. Olha que frase verdadeira! Esse almoço pode ser qualquer lugar onde você vai contrariado, vencido por dentro, sabendo que não queria estar lá. E como isso acontece. E como isso incomoda. É triste não conseguir ou às vezes realmente não poder dizer NÃO e escapar com dignidade das ciladas que aparecem.
Eu venho tentando. Já tenho mesmo fama de bicho do mato, o que só ajuda. E quanto mais velho a gente fica, mas tem a clareza necessária para priorizar. Eu gosto muito dos meus sábados, sejam eles sextas-feiras, quartas, terças. As obrigações vão estar sempre nos rondando, cabe a nós ter pulso firme com elas.


Ilustração: Charles Harper

2 comentários:

Telma Maciel disse...

Eu ainda não tinha ouvido essa frase, nem lido em lugar nenhum. Perfeita mesmo!!!!
É complicado fazer qquer coisa q vc não está afim. Tem vezes q minha mãe recebe gente em casa e eu me sinto assim, meio na obrigação de participar só pq moro aqui, mas a vontade real era de ficar quietinha no quarto... rs
bjs

Fernanda Reali disse...

Nasceu sozinha, vai morrer sozinha. Estar só é o natural, estar acompanhada é o cultural. Em caso de dúvida, segue a tua natureza. Eu sigo a minha sempre.

Bjs