30 de jul de 2010

Vida mansa


São pouquíssimos os homens que se preocupam com cabelo. Comparados a nós, a quantidade é insignificante estatisticamente. E a preocupação deles não é a mesma que a nossa. Na verdade, eles só se incomodam quando começam a perder cabelo. Sabe aquelas entradas que avançam, avançam e dobram o tamanho da testa? Pois é, eu não tiro a razão deles. No mais, a ala masculina não liga se acha cabelo branco, não sofre na frente do cabeleireiro, não gasta fortunas com hidratação, pintura, xampus e cremes. Você já viu um homem crespo desejar ardentemente ser liso? Você tem conhecimento de algum que fez progressiva e aguentou dois dias sem lavar o cabelo? E depois de seis meses, repetiu a façanha? Homem não tem bad hair day. Tem no máximo um redemoinho. Não surta se no hotel não tiver secador de cabelo. Não se enjooa. Também não sofre com frizz - se souber o que é isso.
Acho sem graça ser homem.
Fotos: New York Times

5 comentários:

João Vítor disse...

Quem tem que saber como cuida do cabelo, ou como se veste, é a própria pessoa. O resto é sexismo e preconceito. Decepção com vc.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rebeca Coimbra disse...

Calma o coração gurizada!!!!
Esses guris estao na TPM!!!ahsuhaushas

Fernanda Reali disse...

Meu amado usa antifrizz John Frieda, mas ue minto que é um siliconezinho pós praia, hahaha.

A gente tem que estimulá-los a esses cuidados, pois não foram criados para ver a estética com atenção. Hoje, já criamos nossos filhos com atenção aos cuidados com a pele e com os cabelos.

Como diz no livro do Içami Tiba, Mulher polvo, Homem Cobra.

Bjs

Débora de Souza. disse...

Morro e não vejo tudo, morro e não LEIO tudo. Mas com certeza morro sabendo que pessoas carentes são assim, decepcionam-se com posts irrelevantes. Posts para tornarem o dia mais leve, assim como deve ser a vida.


PS: Deve ser mesmo bem chato ser homem.