9 de jul de 2010

Filhos peludos

Todo mundo sabe que eu não sou muito amiga dos animais, faço fiasco, atravesso a rua, morro de medo. Mas sou mãe e sei reconhecer a dedicação e o cuidado que os adoradores de cães têm com seus filhos peludos.
Pra falar a verdade, eu me divirto ouvindo as histórias que eles contam. É só trocar algumas palavras que a conversa fica igual à das mães na pracinha mais próxima: pulga (=brotoejas), ração (=danoninho) e por aí vai.
O cachorro da minha sogra está com aula particular e só obedece o adestrador. Isso é típico das crianças. O cachorro da minha colega vai para a creche(=creche). Eles precisam passear, brincar, ter companhia. E os donos sofrem se deixam os caninos sozinhos em casa o dia inteiro.
Sério, acho comovente. Podia deixar a TV ligada no Cartoon, gente.

Imagem: FFFFound

Um comentário:

Fernanda Reali disse...

Como mãe de duas lindas caninas eu te digo: é melhor do que criança! Não ficam falando na hora do filme, não faem manha para comer, brincam o tempo todo, pode brigar com elas que elas te amam sempre. Amo minhas filhas caninas demaaaais!!!