22 de jul de 2010

Formalidades

Eu acho tão engraçado quando alguém dá seu cartão de visitas em uma reunião. O outro fica na obrigação de dar o seu também. Ou de explicar por que está sem cartão no momento. Mais estranho ainda é se essas pessoas acabaram de se cumprimentar com beijinho. Hellooo! As bochechas já estão íntimas, pra que a formalidade protocolar?
Tem reuniões onde o Você S.A. sai distribuindo seus cartões para todo mundo, como se fosse um croupier no cassino. Se a tia do café entrar na sala, é capaz de ganhar um. Eu fico com a impressão de que ele quer se livrar do lote para encomendar novos cartões.
Entendo os rituais corporativos, blablablá, mas um retangulinho de papel não é eficiente nas apresentações. O cargo está escrito bem pequeno, na hora H mal dá pra ler. Prefiro cinco minutos de conversa ou o meeting-voyeurismo. Observar o dono do cartão de visitas falando é muito mais enriquecedor - até porque o cartão vai para o lixo logo depois. No máximo, será esquecido dentro da caneca dos lápis e clips.

3 comentários:

Vera disse...

O sucesso te subiu à cabeça. Nada disso acontece na vida real. O cartão de visitas é muito útil. Tenho cartão do meu encanador, eletricista, advogado, médico, dentista e de amigos. Se alguém colocar o meu cartão no lixo, como vc faz, vou ficar muito cheteada, porque forneci com a melhor das intenções. Como essa vida de celebridade pode tirar a noção das pessoas, né?

Fatima Guimaraes disse...

Ia deixar um alô somente, mas quando vi o comentário acima parei pra pensar...
Os cartões até são úteis, mas com toda nossa tecnologia é totalmente dispensável.
Guardo todos os contatos na agenda do celular...são vários papeizinhos a menos nas gavetas e quando realmente nos interessa gravamos no chip...
O alô...achei o blogue muito inteligente, bjusss

Fernanda Reali disse...

Eu acharia utilíssimo o cartão de visita de quem quer que fosse, se eu o guardasse na hora em que recebo, no meu lindo porta-cartões. Fica vazio, porque eu sou desorganizada em algumas coisas e, na hora H, tenho que sacudir a agenda em busca dos 3456 cartões que enfiei ali dentro. Rezando e acendendo velinha para aparecer o que procuro, hahaha.
bjs