19 de jul de 2010

O pivô da separação

Esqueça as traições, elas não são as grandes culpadas por tantas separações entre os casais. Muitos relacionamentos são sabotados por coisinhas insignificantes do dia a dia, traças que vão roendo até abrir um buraco difícil de costurar: tampas de xampus abertas, jornais com os cadernos bagunçados, restos de unha no chão do quarto (ou no tapete limpo), pia lambuzada de creme de barba (ou com vestígios de esmalte, maquiagem, etc) e o mais grave de todos, o abajur ligado.
Alguns casamentos ficam por um fio de luz a cada noite, quando um quer ler e o outro quer dormir. O que fazer? Leitura dinâmica? Terapia de casal ou uma tela plana 56 polegadas na frente da cama? Melhor negociar pacificamente a hora de apagar a luz. Falo por experiência própria. Uma página a menos, mas a cama sempre quentinha.

2 comentários:

Fernanda Reali disse...

Fones de ouvido sem fio da Phillips - tenho - para ouvir BBB e LOST em volume máximo sem risco de separação

Máscaras de dormir - tenho várias - para ele poder ler em paz quando eu durmo cedo

Muitas camisolinhas curtas e depilação em dia - mesmo no frio do inverno - para ajustar o timing dele ao meu na hora de deitar

Enfim, mil truques, uso todos, daria até apra fazer outro post.

Bjs

Vinícius disse...

Simplificar para alienar. Eta nóis. Se fosse simples questão de etiqueta, o teatro nem teria sua razão de ser: dois cavaletes, quatro tábuas, dois atores e uma paixão. Será que esse post não é alguma coisa colada da Paris Hilton??