7 de jul de 2010

De primeira

Das tantas coisas que falo e repito exaustivamente para meus filhos, eu gostaria que eles guardassem pelo menos um conselho: façam certo da primeira vez.
Não é pra mim, nem pra professora, é pra eles mesmos, pra vida. Um tema meia-boca hoje, um trabalho meia-boca amanhã. O Fabio sabe, se eu pego um dever de casa feito nas coxas, com a letra podre e frases pela metade, apago TUDO e ele tem que começar de novo. É mais prático fazer certo da primeira vez. Economiza a mãe e a borracha. E vira um hábito, aumenta a referência de qualidade, a gente se puxa e vai além do esperado.
Enquanto eu caminhava cedinho, pensava em como os prestadores de serviço não estão nem aí para o trabalho que fazem. Agora mesmo tem um pessoal lá em casa, mais uma vez, desmontando um janelão. Uma pequena e caótica obra. Parece que finalmente vai ficar bom. Mas a pergunta que fica entalada na minha garganta é: POR QUE ELES NÃO FIZERAM CERTO DA PRIMEIRA VEZ?

Ilustração: Pin-up by Gil Elvgren

Um comentário:

Katia disse...

Concordo! Custa fazer certo? Custa ter um pouquinho de cuidado? Custa responder direito e fazer completo? Parece que custa!!! Se fossemos abrir negocios concorrentes e prestadores de servico derrubariamos o mercado.